Editorial Indústria

Grupo Abril, dono da Veja e da Exame, foi vendido por R$ 100 mil

O empresário Fábio Carvalho, especialista em comprar empresas quebradas e reestruturá-las, é o novo dono. Ele assume dívida de R$ 1,6 bilhão.

Maior editora de revistas do país e seus braços de logística, o Grupo Abril foi vendido nesta quinta-feira (20) ao empresário Fábio Carvalho, um especialista em aquisição de empresas quebradas e reestruturação. Com isso, a família Civita vai deixar de ser proprietária do grupo fundado por Victor Civita em 1950.

Carvalho pagou um valor simbólico pela Abril, R$ 100 mil. Para efeito de comparação, uma versão básica de um Honda Civic sai por R$ 98 mil.

Mas Carvalho vai assumir a dívida de R$ 1,6 bilhão que empurrou o conglomerado para a recuperação judicial em agosto deste ano, deixando quase 3.000 funcionários e uma miríade de fornecedores sem receber. Do total da dívida, R$ 1,1 bilhão estão nas mãos de bancos – ápice de um processo de endividamento que tem origem no final dos anos 1990.

Fábio Carvalho investe em participações de empresas e controla a Leader Magazine, rede varejista sediada no Rio e com atuação em oito Estados do Sudeste e do Nordeste. As empresas nas quais tem participações têm faturamento anual superior a R$ 4 bilhões.

O acordo assinado nesta quinta por Fábio Carvalho e a família Civita prevê a aquisição de 100% das ações do Grupo Abril. O acordo ainda tem de ser aprovado pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Em tese, isso deve levar até 45 dias.

A princípio, a venda da Abril não deve alterar os termos da proposta de quitação dos débitos com credores – alguns escalonados em mais de 10 anos – que foi apresentada na Vara de Falências e Recuperação Judicial de São Paulo. A proposta deve ser submetida à assembleia de credores, provavelmente no mês de março.

Desde julho, o grupo está sendo gerido pela consultoria Alvarez & Marsal. Se o acordo for aprovado pelo Cade, a nova equipe nomeada por Fábio Carvalho se juntará aos executivos da Abril e da Alvarez & Marsal para uma transição.

Num comunicado à imprensa, Fábio Carvalho falou sobre a importância do grupo para a história do país. “A capacidade e importância jornalística do Grupo é inegável. Não temos dúvida dos méritos e qualidades que permeiam as companhias do Grupo e que serão os pilares sobre os quais nos apoiaremos para superar os grandes desafios que se apresentam”, disse.

No mesmo comunicado, Giancarlo Civita disse que a família “delegou” ao empresário o futuro da companhia fundada por seu avô, Victor Civita.

“Com a venda do Grupo Abril para Fábio Carvalho, a família Civita delega a ele a tarefa de administrar os desafios e as oportunidades que estão no horizonte da nova mídia. Fábio reúne as características de empreendedor e a visão de negócio que os novos tempos exigem. Desejamos a ele muito sucesso”, declarou.

Fonte: BuzzFeed

Sobre o autor

Wagner Marcelo

Atuo profissionalmente como arquiteto de inovação, gerando e fomentando ecossistemas empreendedores e tecnológicos, hoje somados são mais de 400 mil pessoas ligadas a nossa rede.
Tenho como missão o desenvolvimento de negócios disruptivos.

1 comentário

Clique aqui para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.