Editorial Governo

Escola do Trabalhador 4.0: Governo Federal inicia programa para qualificar mais de 5 milhões de jovens e adultos

A Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia (SEPEC/ME), em parceria com a Microsoft, deu início, no dia 18 de março, ao programa de capacitação profissional em habilidades digitais “Escola do Trabalhador 4.0”.

Seu público-alvo são trabalhadores maiores de 18 anos em busca de emprego que queiram se reinventar e se preparar para as novas demandas do mercado de trabalho, principalmente com foco no ambiente digital. A meta é alcançar 5.5 milhões de trabalhadores até fevereiro de 2023.

Para acelerar a qualificação da população na área de tecnologia, principalmente nesse momento de pandemia em que as habilidades digitais se tornaram ainda mais relevantes, a SEPEC decidiu antecipar o oferecimento dos cursos de Letramento Digital, que estão disponíveis desde o dia 15 de março. Eles são a base para as demais trilhas de aprendizagem da Escola do Trabalhador 4.0. São quatro no total: Letramento Digital, Fundamentos e Produtividade, Profissionalizantes e Avançados em TI.

“É muito importante ofertar mecanismos que auxiliem os trabalhadores em sua recolocação no mercado de trabalho. Oferecendo não só o acesso à plataforma tanto pelo computador, quanto pelo celular, mas com monitores disponíveis para tirar dúvidas”, destaca o Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos Da Costa.

A plataforma de ensino remoto, implementada em parceria com a Softex, responsável pela curadoria, oferecerá diversos cursos modulares para todo o território nacional e conta com 58 instrutores da Microsoft para oferecer orientação personalizada para até 315 mil pessoas.

Todos os conteúdos serão disponibilizados de forma online, gratuita e com certificado. São 11 trilhas de aprendizagem que englobam mais de 45 cursos de Tecnologia em diferentes níveis com base nas principais competências exigidas pelo mercado de trabalho, cobrindo desde a alfabetização digital até módulos mais avançados de computação em nuvem, IA e ciência de dados.

O calendário será atualizado mensalmente e, já no mês de abril, estão previstas a incorporação de nove cursos de Introdução à Programação, Produtividade Pessoal e Produtividade Colaborativa.

“O Escola do Trabalhador tem a proposta de apoiar todos aqueles que procuram acesso a uma formação e capacitação técnica para encontrar vaga em um mercado de trabalho que vem apresentando alta demanda mesmo em um momento de economia em retração, como é o caso do setor de tecnologia”, explica Diônes Lima, vice-presidente da Softex, lembrando que o déficit de profissionais de TI no país deverá superar 408 mil em 2022 segundo levantamento realizado pela entidade.

Para ajudar o trabalhador na escolha do curso mais adequado, a plataforma oferece ainda o Teste de Carreira. Respondendo algumas perguntas múltipla escolha e “sim” e “não” a plataforma será capaz de identificar quais habilidades digitais ele já possui e cruzar com seus objetivos de carreira. Baseado nos conhecimentos atuais e em suas aspirações profissionais, a ferramenta indicará qual o curso mais adequado para cada indivíduo.

“Iniciativas como essa são fundamentais para apoiar a retomada econômica do País e o crescimento sustentável do Brasil”, lembra Tânia Cosentino, presidente da Microsoft Brasil.

Para conhecer a relação completa de cursos e as datas de realização clique aqui.

Fonte: Softex

Sobre o autor

Wagner Marcelo

Atuo profissionalmente como arquiteto de inovação, gerando e fomentando ecossistemas empreendedores e tecnológicos, hoje somados são mais de 400 mil pessoas ligadas a nossa rede.
Tenho como missão o desenvolvimento de negócios disruptivos.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.