Editorial TIC's

Magazine Luiza entra no segmento de publicidade on-line

Frederico Trajano

A empresa Magazine Luiza anunciou a aquisição das empresas Unilogic Media Group e Canal Geek Internet LTDA (Canaltech), juntamente com a plataforma Inloko Media, unidade de negócio da Inloko Tecnologia da Informação.

Sem mencionar o valor do negócio, a empresa comunicou ao mercado: “As transações marcam a entrada do Magalu no segmento de publicidade online, combinando a geração de conteúdo e audiência com a plataforma para comercialização de mídia digital”.

Sob aquisição dessas companhias, o Magazine Luiza subentende que com as junções do conteúdo do Canaltech e da tecnologia do Inloko Mídia, tende a ter o alcance da divulgação dos produtos disponíveis na plataforma do Magalu ampliados, além da monetizar audiência dos sellers.

Ao atrair usuários para sua plataforma e começar a atuar com publicidade, o mercado passa a ter a visão de que esse era o último passo que a empresa precisava dar para complementar a sua atuação no mundo do varejo. Com isso, o Magazine Luiza expande deliberadamente o seu mercado-alvo potencial.

Trata- se de um passo importante e estratégico da empresa brasileira para se aproximar das concorrentes globais.

Bernardo Leão, diretor de relacionamento com o cliente e de novos negócios do Magalu disse ao Estadão/Broadcast: “A Amazon e o Alibaba são fortes em publicidade digital. É claro que também miramos esse alvo”.

O presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, Eduardo Terra, afirma que a iniciativa é importante para reduzir o custo de aquisição de clientes da varejista e complementa: “As mídias digitais são caras. Internalizar essas competências ajuda a reduzir esse custo”.

Além desses, o presidente da Hi Partners Capital & Work, Walter Sabini Jr., diz que a base de dados que o Magalu ganha com as aquisições, ajudará a empresa a conhecer melhor os hábitos de consumo de seus clientes. “Deve haver mais movimentos, o grande pulo do gato é entrar no ramo alimentar. Ali tem recorrência de compra, mas é preciso conhecer bem o consumidor para montar os estoques com o que ele consome. Isso tem de ser feito com dados e algoritmos”, afirma.

No varejo de bens duráveis, o Magazine Luiza é pioneiro no país em dar um passo rumo a publicidade, o que pode surtir efeito positivo no mercado acerca de quanto passarão a custar os valores das ações da companhia.

Segundo Frederico Trajano, CEO do Magalu: “A união de e-commerce, conteúdo e publicidade é um negócio em expansão em todo o mundo. Queremos fazer parte dele e, assim, oferecer novos serviços aos nossos sellers. Nossa plataforma tem tudo para ser uma das maiores e mais eficientes do mercado”.

No final do mês de Julho, o Magalu já havia anunciado a compra da Hubsales, startup que conecta fabricantes a consumidores finais através de marketplace, possibilitando ao vendedor fazer o cadastro e listar seu catálogo na plataforma de venda, inclusive com gestão de pedidos e marketing. Por esse serviço, a plataforma recebe uma comissão que é adicional a taxa de venda já cobrada. A empresa é especializada nos setores calçadistas e de confecções que movimenta mais de R$ 100 milhões e tem mais de 700 pedidos anuais.

“O sortimento oferecido pelas indústrias ganha relevância nas plataformas e elas tem oportunidade de escalar de forma significativa seus negócios por meio do e-commerce”, afirma Magazine Luiza ao explanar sobre os benefícios de aderir a esse modelo que elimina a necessidade de intermediários, elevando a margem da indústria, uma vez que consegue reduzir custos de distribuição.

A soma de todas essas junções, faz que sua presença no mercado de Ads reforce o propósito da companhia que é a digitalização do varejo brasileiro, além de fortalecer a estratégia de superapp da empresa.

De acordo com o Magazine Luiza, o Canaltech é uma das maiores plataformas multimídia do país com foco na produção de conteúdos de tecnologia em texto, áudio e vídeo, incluindo análise de produtos, podcasts, temas corporativos e cobertura do noticiário diário. O portal atinge mensalmente 24 milhões de visitantes únicos.

A plataforma Inloko Media é a divisão da empresa Inloko focada na comercialização de publicidade digital, sua aquisição visa acelerar o crescimento do MagaluAds.

Segundo a ferramenta de medição Similarweb, os canais digitais de Magalu, Netshoes, Zattini, Estante virtual, Época, juntamente com o Canaltech agora, alcançam 210 milhões de visitas mensais.

Os parceiros do Magalu poderão expor seus produtos nesses sites por meio de e-commerce content e publicidade nativa e com a solução de localização da plataforma de geolocalização, Inloko, o seller passa a ter autonomia de poder oferecer seus produtos a clientes que estejam próximos da sua região, sendo assim, automaticamente já se beneficia com uma redução de custo de frete e prazos de entrega. Esse serviço promove a captação de clientes para suas lojas físicas, já o Canaltech, trata de unir conteúdo e ofertas diretamente ligadas aos interesses de audiências específicas.

A consultoria americana eMarketer, ressalta que em 2020, dois terços de todo investimento mundial em publicidade programática serão destinados a anúncios para celulares.Também, o mercado global de publicidade nativa deve crescer 372% entre 2020 e 2025, isso corresponde a um grande salto de 85,8 bilhões para 402 bilhões de dólares. Esses dados são de acordo com o estudo da Adyoulike, agência americana de publicidade.

Fontes: Diário do Comércio, Época negócios, Isto é dinheiro, Forbes, CNN Brasil, Startupi, G1, Exame

Sobre o autor

Hilda Campanholi

Graduada em Publicidade e Propaganda, gosta de criar conteúdos relevantes que gerem valor na vida das pessoas.
Estuda e pesquisa assiduamente marketing digital, empreendedorismo e negócios em geral.
Busca compreender os diversos nichos de mercado para poder falar e escrever com propriedade.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.